15 junho 2015

O que é isso ?


  


  Que especie de monstro me tornei? Algo medonho, em busca de uma insignificancia. Me sinto destroida uma vez mais, mas não me importo. Busco um corpo perfeito, um rosto perfeito. Mentindo, digo que comi no almoço, digo que dormi a noite, porém são todas as mentiras, todas as mentiras que me permito contar. "Sim pai, estou bem, não pai, não estou doente. Sim pai, comi tudo. Não pai, não quero viver".
      Se tenho um futuro? Eu sei que tenho. Mas cada um escolhe um suicidio a sua maneira, as outras nao eram validas ou não bem vistas. Portanto, liguei o "foda-se" e deixei a vida fazer o que bem quiser. Hoje, amanhã ou ontem? EU NÃO SEI. Mas se amanhã eu acordar, eu vou mandar bom dia, se eu viver um ano a mais, eu entro na faculdade e viro a mocinha certinha da familia.
Se eu me sentir bem, eu me assumo para minha familia, porque nao?
   Então, se for mais cinco anos, peço minha amada em casamento, ou espero seu pedido. Mas ninguem sabe o amanhã e enquanto nao encontro meu apetite, ou meu sonho de verdade, eu escrevo a bosta de um texto, mais um na coleção de "QUADRO DE SUICIDIO" em que nenhum psicologo conhece nem nunca vai conhecer.
     É isso ai me povo, mais um dia, vamos ver o que vai acontecer hoje. É isso ai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário