06 janeiro 2015

Inerte

É horrível a sensação que temos quando queremos desesperadamente a atenção de alguém.  É terrível o desejo de desaparecer quando queremos aparecer mas nos sentimos invisível. É de adoecer qualquer mente lúcida,  é de matar qualquer bom coração,  é de se arrepender depois. . .
Agora desejo ficar inerte, congelada exatamente como estou, perdida nos próprios pensamentos,  livre de todo e qualquer sentimento, simplesmente parada ao tempo. Esquecendo do relógio a se passar, esquecendo dos batimentos dentro do meu peito, caindo assim, levemente no meu mundo solitário, escuro e frio. Presa no meu mundo de sonhos, onde é possível ser real, ser, dentre tudo, realmente feliz.

Viviane Fachini 06/01

Nenhum comentário:

Postar um comentário