16 outubro 2014

Visita

O acaso junta mais uma vez nossas almas com apenas um olhar. Os olhos brilham, o coração pulsa, o corpo treme e o pulmão se enche. É como um estado de pânico, mas na verdade é alegria que domina. Sinto os pêsames de minhas palavas, sinto raiva do que disse não sentir. Com isso me contento, me contenho a observar. É tao bom te ver mesmo que em tão pouco tempo.
Como os relances, como o filme americano que insiste em nos enganar. És de toda forma, minha inspiração, meu sentimento mais sofisticado, meu segredo bem guardado. É de fato o meu amor anonimato, meu sonho a se passar. Mas no silencio permaneço, não esqueço, não enlouqueço. Dou tudo de mim a guardar. Somos em tudo parecido e em muito mais tão diferente.
Sigo do meu modo, ao silêncio, ao sorriso escondido. A te admirar e amar, a ocultar esse sentimento tão temido.

Viviane F.S.' 13/10/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário